terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Amor




Se você deixasse de sonhar não haveria mais esperança para uma humanidade melhor...Com todos os problemas que abrangem a sociedade moderna hoje em dia, valores singelos parecem estar por baixo daquilo que parece ser mais atraente... Exemplos disso estão nas varias capas de revista de alta expressão e infelizmente de pouco conteúdo, estão nos canais semi-pornograficos da TV brasileira onde a bunda impera junto com o desnecessário, estão naqueles sites de moda com mulheres magras que posam para fotos de campanhas vazias quando se trata de moralidade... E todos esses mecanismos são projetados nas mentes das pessoas com minúcia impressionante, tanto é assim, que as famosas “tendências” explodem num fervor descontrolado pelo mundo a fora... Nada impede que as pessoas deixem de assistir TV ou ler revista de fofoca, só que a grande parte das pessoas que se prendem a coisas fúteis como essa, sofrem pela falta de informação com boa qualidade...
Há as campanhas que caminham paralelas as grandes empresas que sustentam uma publicidade louvável no que se diz respeito ao humanismo e ética por exemplo; essas se tornam uma gota no oceano da publicidade, logo poucas pessoas conseguem alcançar e resgatar o pouco do que anda encoberto pela “futileza” desses meios de comunicação capitalistas, que influenciam essas pessoas que tem dificuldade de saber ao que dar valor e atenção, seja se for para que aquilo se torne necessário para um conhecimento saudável e de uso diário , ou ferramenta educativa de direcionamento para essas que são pobres quando se trata de discernimento...Mas isso também não quer dizer que as pessoas que são impulsionadas por esses meios de comunicação não estejam aptas a buscar novos horizontes, esmiuçar as armas que se encontram dentro de delas, acreditar e apoiar novas idéias que se constroem tendo como base o amor, compaixão, valores que a muito tempo são deixados de lado, fazer disso apoio para crer em igualdade...E as vezes questionar... Se você tivesse a possibilidade de transformar o mundo apenas com as relações interpessoais?
Você deixaria de repassar o bem para aqueles que você gosta sempre que pudesse?
Você deixaria de lado o orgulho para fazer o bem para aquelas pessoas que por algum motivo você já não fala mais?
Você deixaria de comprar de empresas que escravizam mão de obra infantil para boicotar a empresa em questão?
Você deixaria de indicar uma boa leitura?
Você deixaria de lado a vaidade para deixar de consumir cosméticos desnecessários?
Se você soubesse que estes e vários outros processos, pelas quais nós apoiados na esperança de um mundo melhor, perpetuaríamos a paz e a vida que todos nós humanos merecemos, pudesse ser implantada pela a adesão de atitudes como estas ou similares, você deixaria suas vaidades, seu egoísmo, para tornar este mundo um lugar de igualdade para todos?
Temos valores desconhecidos e inexplorados que fervem dentro de todos nós, e as vezes eles se manifestam quando nos sentimos inconformados com algo, quando ficamos apaixonados por alguém, quando percebemos que a vida é importante...E além do poder executivo, legislativo, judiciário e é claro o grande poder do sistema monetário, está o poder de decisão de nós cidadãos, que somos cidadãos muito antes de fazermos parte de uma sociedade e pagarmos nossos impostos, só temos que lembrar que antes de sermos qualquer coisas, somos humanos, somos de uma pátria que é o nosso planeta, onde esse também deve ser respeitado...
Somos além de qualquer religião que em contra partida do próprio nome, separa as pessoas, por questões éticas ou históricas... Já não importa mais, quando o que importa realmente é que seja quem for ou de qual for a cor, religião ou parte do mundo, esse é seu irmão que chegou ao mundo da mesma forma que você, que pensa como você, que age como você, que erra ou acerta como você, que é 99,99% igual a ti, e que acredita e desacredita nas mesmas coisas que você...
A real diferença entre todos nós é a falta de informação de muitos, é a boa vontade e a cara-de-pau de alguns que preferem enriquecer corruptamente, a dar o braço a torcer a uma causa mundial a favor da igualdade, esses são os 00,01% que fez uma sociedade doente e cega para os valores simples de seres humanos... Nos tornamos vitimas da nossa própria ignorância pois somos passiveis ao que jogam para dentro dos nossos lares pela TV, pela internet (uma ótima ferramenta), através de revistas sem conteúdo... Temos que primeiro fazer uma revolução interna, e colocar em objetivos claros o que realmente queremos para as nossas vidas e em conseqüência disso o que queremos para o próximo...
E só deixaremos de sermos ignorantes quando deixarmos de lado os valores da experiência e da conveniência e nos atermos mais aos valores da essência e da existência de cada um...

TRANSPASSE E REPASSE O AMOR!

Um comentário:

Lara A. Garamond disse...

Concordo em gênero, número e grau. Mas infelizmente nossa sociedade é assim porque nós somos assim. Porque até as pessoas sensíveis (o suficiente para se preocupar com o que realmente importa) têm seu lado egocêntrico e não querem abrir mão dele. Elas gastam muito tempo pensando no que é certo, mas levam menos de um segundo colocando isso em prática.
Egoísmo? Capitalismo? Imediatismo?Que nada... "Carpe Diem".

=/