terça-feira, 10 de março de 2009

Trilha de contradições


Há um equilíbrio desarmônico que nos faz...
Uma gangorra de emoções que hora é amor, hora é ódio...
Um equivoco necessário que nos constrói...
Uma pilha de contradições em prol de um único objetivo...

E as recauchutagens em nossos corações nos fazem mais críticos...
É quando o que era óbvio se torna realmente justificável...
E crescemos e crescemos...
Tendo como parte da gente as feridas que os outros nos causaram...

É necessário provar das contradições para nos certificarmos que somos dualitos...
É preciso sentir na pele o beliscão e o afago...
É preciso ter o céu e o inferno nas atitudes para que tudo seja compensado...
É assim que o mundo se torna em parte dor, em parte amor...

Mas sempre deixe aflorar por experiência o amor...
Mas deixe de ser romântico por experiência, seja na essência...
Faça acontecer somente aquilo que sinta que dará certo...
Impeça-se de iludir com o caminho mais fácil...

E faça- se sempre presente na companhia daqueles que te querem bem...
Esqueça e aproveite o que for possível daquilo que quis tanto, mas não conseguiu...
Coloque em seu campo de visão uma certeza...
E transforme-se para poder promover aquilo que deseja.

Um comentário:

Carina disse...

q lindo Rafaaa...
quando eu crescer vou escrever
bonito assim q nem vocÊ
rsrsr!
bj